O Instagram anunciou nesta quarta-feira (24) uma série de medidas para aumentar a qualidade das informações e evitar divulgação de boatos sobre o coronavírus na rede social.

Entre as novidades estão mudanças na busca: qualquer procura pelos termos “coronavírus” ou “Covid-19” vai resultar em uma mensagem educacional, com conexão a informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de ministérios da saúde locais.

O Instagram disse que também vai começar a remover da seção de perfis recomendados aqueles que forem relacionados ao Covid-19. Alguns conteúdos que tratem da doença serão removidos da aba “Explorar”, a menos que sejam de organizações de saúde confiáveis.

A plataforma também vai reduzir alcance de conteúdo marcado como falso por agências de checagem no feed e nos stories.

“Proibimos anúncios enganosos de produtos que se referem ao Covid-19 que tentam gerar pânico e urgência, prometem garantir curas ou impedir que as pessoas sejam contaminadas, e banimos temporariamente anúncios e conteúdo de marcas que promovem certos suprimentos médicos, incluindo máscaras faciais”, disse o Instagram em comunicado.

Também não será mais possível procurar efeitos de realidade aumentada relacionados à doença, com exceção para os que foram desenvolvidos em parceria com uma organização de saúde reconhecida.

Facebook, que é dono do Instagram, anunciou na semana que irá implementar uma central de notícias do coronavírus no topo do feed de notícias dos usuários.

Novos adesivos e uso conjunto da rede social

A rede social disse ainda que estará disponibilizando novos adesivos, com lembretes sobre lavar as mãos ou manter distância física. No último final de semana, o Instagram já havia liberado o “Em Casa”, adesivo que agregava stories dos seguidores que usavam o recurso.

Além disso, o Instagram também terá uma funcionalidade que permite que pessoas que estejam em um conversa em grupo possam navegar na rede social “juntos”.

(fonte: G1 Tecnologia)

Deixe um comentário

× Entre em contato AGORA!